TER«A-FEIRA, 16 DE OUTUBRO DE 2018
DATA: 11/10/2018 | FONTE: top midia news Candidato paga cabos com 'cheques voadores' e calote vira caso de polícia em MS
Centenas de pessoas denunciam n√£o ter recebido o dinheiro combinado para trabalharem na campanha de Edilso Vieira, candidato a deputado estadual pelo Podemos. O caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunit√°rio) Piratininga por parte dos cerca de 700 cabos eleitorais que alegam o preju√≠zo. A ‚Äėvingan√ßa‚Äô pelo calote apareceu nas urnas, j√° que o postulante recebeu 490 votos e ficou distante da conquista pela cadeira na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul. Vieira √© empres√°rio de Amambai e foi candidato √† prefeitura do munic√≠pio em 2016. Na v√©spera elei√ß√£o, Vieira teria dado cheques sem fundo aos colaboradores, alguns com valores de R$ 10 mil. Nem o valor inicial e nem o extra foram pagos e, confrontado, o candidato teria dito que n√£o poderia pagar, pois, pela data, configuraria ‚Äėcrime eleitoral‚Äô. No in√≠cio da tarde desta quarta-feira (10), ao menos quatro mulheres aguardavam mais colegas na mesma situa√ß√£o para registrar a queixa na delegacia. Os denunciantes afirmam ainda que posto de combust√≠veis e o sal√£o utilizado para reuni√Ķes de campanha tamb√©m ficaram sem os acertos. As tentativas de cobran√ßa a Vieira, relatam, foram todas em v√£o. Foram contratadas para trabalhar de 10 de agosto at√© 15 de setembro, per√≠odo pelo qual ganhariam de 250 a 350 reais. Boa parte das v√≠timas s√£o do interior do Estado, e eram divididas em grupos para cada frente de trabalho. O trabalho consistia em visitas a bairros, idas a reuni√Ķes, bandeiradas e adesivagens, e envolvimento em publica√ß√Ķes em redes sociais atrav√©s de curtidas, coment√°rios e compartilhamentos de conte√ļdo a favor do candidato. Contudo, n√£o teriam recebido sequer dinheiro de transporte p√ļblico ou √°gua, no servi√ßo que muitas vezes era sob sol quente sem hor√°rios definidos. Ainda, foram solicitados a cumprir tempo extra de campanha, al√©m do dia 15 de setembro. Enganados ‚ÄúTem um √°udio dele amea√ßando as pessoas, algumas pessoas tinham que viajar com a pr√≥pria gasolina, tiravam dinheiro do pr√≥prio bolso‚ÄĚ, diz uma das denunciantes. A enfermeira Luzineide Maria Alves, 52 anos, disse que n√£o est√° indo atr√°s por conta do dinheiro, mas em busca de uma puni√ß√£o √† m√°-f√© do candidato. ‚Äú√Č para ele parar de fazer isso‚ÄĚ, diz. Outra colaboradora, a dona de casa Ana Carla Sousa Pereira diz que tinha esperan√ßa da pol√≠tica ser renovada e se decepcionou. ‚ÄúN√£o imaginei que isso poderia acontecer, por v√°rias vezes deixei filha pequena com vizinha para atender √†s ordens da campanha‚ÄĚ, relata.
15/10/2018 Dois PMs são presos acusados de assaltar residência e agredir vítimas
POLICIA
15/10/2018 Traficante que atuava com 'disk drogas' é preso
POLICIA
15/10/2018 PMA fiscaliza 50 embarca√ß√Ķes e apreende 500 metros de redes, espinh√©is e anz√≥is de galho e solta 30 kg de pescado
POLICIA
15/10/2018 Navira√≠ ‚Äď Policia Militar apreende adolescente com mais de 15 kg de maconha em mala
POLICIA
© JORNAL DO CONESUL | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS