TER«A-FEIRA, 14 DE AGOSTO DE 2018
DATA: 10/08/2018 | FONTE: top midia news Kombi abandonada vira 'casa' de flanelinha no centro da Capital O homem mora no veículo abandonado há cerca de um ano

Há cerca de um ano, uma Kombi abandonada virou ‘a casa’ de um flanelinha de 48 anos, em Campo Grande. O veículo está parado na Rua Alexandre Fará, no centro da Capital, em frente a uma igreja católica e, sem ter onde ficar, o homem se ‘apropriou’ do veículo.

“Não tinha onde ficar, aí vi que a Kombi estava aqui parada e resolvi fazer dela o meu lar. O dono sabe que moro aqui e ele deixou. Ela é o meu quarto há mais de um ano”, disse.

Com colchão, cobertores, cadeiras e até pôsteres, o veículo virou realmente um quarto. Segundo o flanelinha, que preferiu não revelar o nome, os objetos foram todos adquiridos por doações.

“As pessoas me doaram tudo que tenho e, aos poucos, fui juntando. Cuido dos carros das pessoas que vão à igreja aqui na frente. Consigo um dinheirinho aqui e me alimento. Morando na Kombi vou vivendo a minha vida”, destacou.

 uma denúncia de que o veículo estava sendo usado como ‘estoque’ para os moradores de rua e usuários de drogas guardarem produtos furtados de residências na região. Na contramão, nada ilícito foi encontrado no local na manhã desta quinta-feira (9) e o flanelinha ressalta desconhecer o assunto.

“Aqui não trazemos nada roubado e tudo o que tenho são coisas doadas pela população. Não vou negar que sou alcoólatra e aqui sempre aparece um amigo ou outro, que moram nas ruas da cidade, mas não faço nada de errado”, afirmou o flanelinha.

 as placas do veículo, mas não existe registro de roubo ou de furto da Kombi.

14/08/2018 Projeto de Matemática é desenvolvido na escola José Carlos da Silva
Geral
14/08/2018 Três anos depois de lei, 70% das domésticas estão na informalidade
Geral
14/08/2018 PIS/Pasep: resgate começa hoje para trabalhadores de todas as idades
Geral
14/08/2018 Brasil reduz taxa de emissão de dióxido de carbono antes do prazo
Geral
© JORNAL DO CONESUL | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS