TERA-FEIRA, 14 DE AGOSTO DE 2018
DATA: 18/07/2018 | FONTE: top midia news Disputa no tráfico de drogas é principal causa de mortes em MS Ano passado foi marcado com 669 mortes violentas

A guerra pelo tráfico de drogas na fronteira do Estado é a principal causa de mortes violentas registradas pela Secretaria de Justiça e Segurança Pública de Mato Grosso do Sul (Sejusp). Pesquisas apontam que no primeiro trimestre de 2018, fevereiro consagrou-se campeão no índice de crimes violentos. No período de 28 dias, foram registradas 46 mortes, totalizando um índice de 1,68% a cada 100 mil habitantes.

O mês do Carnaval vem seguido por janeiro (1,39%) e março (1,31%). Na cabeça dos crimes violentos estão homicídio doloso - quando há intenção de matar, latrocínio - roubo seguido de morte - e lesão corporal seguida de morte.  

Em fevereiro, pelo menos 45 pessoas foram executadas propositalmente no Estado. Os números rebatem contra 34 mortes em março e 35 em janeiro. O latrocínio fica na vice-liderança com 2 casos em janeiro e março e 1 registro em fevereiro. A infração que menos fez vítimas fatais foi lesão corporal, zerando as estatísticas nos meses de fevereiro e março. Janeiro foi marcado com um caso em todo MS.

O ano de 2017 foi fechado com 669 registros de mortes violentas; somando um percentual de 24,7% a cada 100 mil pessoas.

Especialistas afirmam que o grupo que mais morre, de forma generalizada, são jovens - de 15 a 29 anos, por arma de fogo. O conflito gerado por usuários, traficantes e membros de facções criminosas fica em evidencia em regiões mais perigosas, como é o caso da divisa do Estado com Paraguai e Bolívia.

14/08/2018 Rapaz foi morto com duas facadas no pescoço
POLICIA
14/08/2018 Cai o número de homicídios em todo o Estado
POLICIA
14/08/2018 Mundo Novo - PRF prende mulher com mandado de prisão em aberto
POLICIA
14/08/2018 Jovem é preso com revólver em posto de gasolina
POLICIA
© JORNAL DO CONESUL | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS