SEXTA-FEIRA, 22 DE JUNHO DE 2018
DATA: 10/06/2018 | FONTE: midiamax Campo Grande tem redução de quase 30% em acidentes com vítimas durante Maio Amarelo Número compara acidentes desde o início da campanha de conscientização em 2015

O número de acidentes com vítimas em Campo Grande teve uma redução de 28,55% em maio, o mês de conscientização e prevenção à violência no trânsito. O dado é uma comparação com o número de acidentes com vítimas em 2015, quando a campanha Maio Amarelo foi realizada pela primeira vez.

O número de acidentes com vítimas caiu de 550 em maio de 2015 para 393 em maio deste ano, de acordo com dados da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito). Com relação ao ano passado, a redução foi de 28,55% no número de acidentes, 30,10% no número de feridos, e 14,29% no índice de mortes.

A chefe da Divisão de Educação para o Trânsito da Agetran, Ivanise Rotta, afirma que as ações desenvolvidas no mês de consciência no trânsito trouxeram as estatísticas para dentro da meta da Década Mundial da Segurança Viária 2011- 2020, mas alerta que “há muito de se fazer ainda”.

 

No Maio Amarelo, o Detran-MS realizou em maio várias ações, entre elas envolvendo alunos das escolas públicas e privadas, com o objetivo de despertar nas crianças a consciência sobre o envolvimento de todos para evitar os acidentes nas ruas e avenidas.

No primeiro ano do Maio Amarelo foram registrados 550 acidentes, com 701 feridos e sete mortes. Em 2016, os acidentes caíram para 464, com 601 vítimas e três mortes. Em 2017, o número de acidentes subiu para 465, resultando em 586 feridos e oito mortos. No Maio Amarelo, deste ano, ocorreram 393 acidentes com 496 vítimas, das quais seis vieram a óbito.

De acordo com os dados da Divisão de Educação para o Trânsito da Agetran, as principais causas dos acidentes graves são excesso de velocidade e ingestão de bebida alcoólica. Durante a campanha Maio Amarelo deste ano, foram abordadas de forma direta em ações educativas dos agentes de transito 4.198 pessoas.

Locais com mais registros de acidentes na Capital

A Agetran enumera 20 ruas e avenidas onde os acidentes graves foram mais frequentes em 2017. As principais são avenidas Guaicurus (20 acidentes), Duque de Caxias (22), Das Bandeiras (18), Afonso Pena (15), Ceará (15), Gury Marques (11), rua Ana Luiza de Souza (9), avenida dos Cafezais (9), Mato Grosso (9), Doutor Nasri Siufi (9), Costa e Silva (8), Mascarenhas de Moraes (8) e Consul Assaf Trad (7).

Os acidentes graves registrados no ano passado ocorreram em 29 bairros das seis regiões de Campo Grande. Os bairros e áreas que tiveram maior número de acidentes são: Centro (536), Universitário (165), Aero Rancho (141), Monte Castelo (111), Nova Lima (100), Tiradentes (87), Vila Carvalho (77), Nhanhá (75), São Jorge da Lagoa (73) e Guanandi (72).

21/06/2018 Trator tomba e mata trabalhador ao ser atingido por caminhonete na MS-276
ACIDENTE
21/06/2018 Colisão entre moto e bicicleta deixa criança de 3 anos ferida
ACIDENTE
20/06/2018 Policial perde controle de moto ao fazer curva e derruba poste em canteiro avenida
ACIDENTE
20/06/2018 Motociclista sofre queda e fica ferida no Jardim Universitário
ACIDENTE
© JORNAL DO CONESUL | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS