SEXTA-FEIRA, 22 DE JUNHO DE 2018
DATA: 06/06/2018 | FONTE: Correio do Estado Câncer de mama em estágio inicial pode dispensar quimioterapia Estudo mostrou que tratamento hormonal é eficiente na maioria dos casos

Uma pesquisa pode revolucionar o tratamento contra o câncer de mama. De acordo com um estudo apresentado neste fim de semana em Chicago, nos EUA,  cerca de 70% das mulheres diagnosticadas com o tumor no estágio inicial não precisam fazer quimioterapia.

De acordo com o estudo –chamado TAILORx–, o tratamento hormonal é tão eficiente quanto a quimioterapia na maioria dos casos de tumores que ainda não se espalharam pelo corpo.

A pesquisa conduzida pela cientista Ingrid A. Mayer, da Vanderbilt University Medical Center, em Nashville (EUA) demonstrou que essas mulheres têm a mesma chance de sobrevivência com ou sem quimioterapia.

Segundo reportagem da BBC, “testes de genes feitos em amostras de tumores são capazes de identificar quais mulheres podem abrir mão da quimioterapia com segurança, após passar por cirurgia, e usar somente drogas que bloqueiam a produção de estrogênio”.

O teste genético,  chamado Oncotype Dx e que existe desde 2004, para saber se o tratamento é necessário ou não, é feito em amostras de tumores de mama, após a retirada por cirurgia. Uma pontuação alta, acima de 25, significa que a quimioterapia é recomendada, para evitar a reincidência, enquanto uma pontuação abaixo de 10 significa que a mesma não é necessária.

O estudo foi apresentado durante a reunião anual da Sociedade Americana de Oncologia Clínica, que está sendo realizado em Chicago, e publicado na “New England Journal of Medicine”.

O câncer de mama é a doença que mais mata mulheres no Brasil. Por ano são diagnosticados 52 mil novos casos.

O resultado poderá liberar milhares de mulheres da agonia da quimioterapia.

20/06/2018 MS tem 31 casos confirmados de Zika Vírus no ano
SAUDE
20/06/2018 Anvisa aprova nova combinação de drogas para câncer de pulmão
SAUDE
18/06/2018 Prevenção é essencial para quebrar ciclo de transmissão do HIV, diz chefe da ONU
SAUDE
16/06/2018 Santa Casa de Campo Grande capta segundo coração em 2018 que é levado a SP
SAUDE
© JORNAL DO CONESUL | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS