QUINTA-FEIRA, 21 DE JUNHO DE 2018
DATA: 03/06/2018 | FONTE: midiamax Palmeiras tira invencibilidade do São Paulo e mantém tabu Tricolor saiu na frente com um gol contra

Pela sétima vez em sete jogos, o Palmeiras venceu um Choque-Rei no Allianz Parque. O São Paulo saiu na frente com um gol contra (que a arbitragem creditou a Marcos Guilherme), mas foi atropelado no segundo tempo: 3 a 1, com dois gols marcados por Willian e um por Dudu.

Além de manter o tabu, o Verdão tirou a invencibilidade do São Paulo no Brasileirão. O time de Diego Aguirre, com 16 pontos, perdeu a chance de assumir a ponta. Os alviverdes foram a 14 e colaram no G4.

 

O Palmeiras presenteou o São Paulo com um gol aos 29 minutos de um primeiro tempo muito nervoso. Marcos Guilherme fez o de sempre e brigou até o fim pela bola, mas nem encostou nela. Edu Dracena recuou mal, Jailson se confundiu com a aproximação do rival e aceitou.

A vantagem fez o Tricolor se apoderar do jogo e criar chances para fazer mais gols, guiado pelo talento e pela experiência de Nenê. O Palmeiras, que errava demais, transferiu o seu nervosismo para o árbitro Rodolpho Toski. Dudu e Felipe Melo levaram cartões amarelos por reclamação, e a torcida avisou que iria “quebrar o pau” se o time não ganhasse.

O time da casa reclamou de pênalti em toque de braço involuntário de Bruno Alves, antes do gol, e queria que Anderson Martins recebesse o segundo amarelo por interromper um contra-ataque com falta.

Avalanche verde 
O Palmeiras colocou a bola no chão, se mexeu e passou por cima do São Paulo com três gols em 24 minutos no segundo tempo. Willian foi o responsável pela virada: no primeiro gol do Bigode, que foi legal, a arbitragem ficou em dúvida e gerou alguns minutos de confusão; no segundo dele, nem os são-paulinos perceberam a posição de impedimento.

O time de Diego Aguirre ainda tenta assimilar o golpe quando o mesmo Willian recebeu lançamento de Moisés e cruzou para Dudu, de peixinho, anotar o terceiro e fazer o Allianz Parque explodir de alegria.

Além da insegurança de Sidão, que poderia ter feito melhor no primeiro e no terceiro gols, o São Paulo sentiu muito a saída de Hudson, que vinha bem e deu lugar a Petros no intervalo. Já o Palmeiras cresceu com Hyoran, que entrou no lugar do machucado Keno logo depois do gol de empate. Lucas Lima começou na reserva e nem foi utilizado no jogo.

21/06/2018 Fifa diz não sobre fornecer áudio e vídeo do jogo Brasil x Suiça
ESPORTE
21/06/2018 Neymar volta a treinar, e Tite deve repetir titulares contra a Costa Rica
ESPORTE
20/06/2018 NAVIRAÍ-Começam as disputas dos campeonatos da Copa Cidade
ESPORTE
20/06/2018 Depois de tropeço, Tite aposta na psicologia para recuperar Brasil
ESPORTE
© JORNAL DO CONESUL | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS