TER«A-FEIRA, 14 DE AGOSTO DE 2018
DATA: 02/06/2018 | FONTE: Dourados Agora Dourados registra surto de Chikungunya com 72 casos

Chega a 72 o número de casos da febre chikungunya em Dourados. Conforme a Secretaria de Estado de Saúde (SES), há outros 108 casos notificados. O município é o que mais registra a doença em Mato Grosso do Sul.

Com a chegada do frio, o números de casos reduzem. Segundo a Secretaria, março e abril foram os meses de maior incidência em todo Mato Grosso do Sul.

A cidade de Campo Grande é a segunda em casos de febre chikungunya: 41. Depois, com dois casos, vem Rio Verde de Mato Grosso, e com um caso as cidades de Ponta Porã, Porto Murtinho, Iguatemi, Camapuã, Corumbá e Sonora.

A febre chikungunya é uma doença viral transmitida pelos mosquitos Aedes aegypti, o mesmo capaz de provocar a dengue e a zika.

Os sintomas da chikungunya são parecidos com a dengue, como febre, dor nas articulações, acompanhada ou não de edemas (inchaço).

O diferencial é que chikungunya é capaz de incapacitar um indivíduo para suas atividades diárias, uma vez que os sintomas são mais fortes e duradouros em relação à dengue e a zika.

14/08/2018 Atendimento humanizado melhora qualidade de vida de pacientes acamados
SAUDE
14/08/2018 Naviraí-Dia D de vacinação contra sarampo e pólio será neste sábado
SAUDE
13/08/2018 Estudo sugere que o glaucoma pode ser uma doença autoimune
SAUDE
13/08/2018 Sa√ļde mental n√£o deve ser tabu, avaliam pesquisadores
SAUDE
© JORNAL DO CONESUL | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS