QUINTA-FEIRA, 21 DE JUNHO DE 2018
DATA: 25/05/2018 | FONTE: redação-acessoria Naviraí -Prefeitura divulga relatório de combate a Dengue e registra Baixo Risco para epidemia

Após a conclusão dos trabalhos do LIRA (Levantamento de Índice Rápido do Aedes Aegypti), realizado entre os dias 07 a 11 de Março de 2018, o Setor de Controle de Vetores da Gerência Municipal de Saúde apresentou relatório oficial das ações desenvolvidas no município durante o 2º Ciclo.

Em Naviraí foram registrados somente 18 casos suspeitos de Dengue, 03 suspeitos de Chikungunya e 01 suspeito de Vírus Zika, sendo importante relatar que não existe nenhum caso positivo confirmado até o momento.

De acordo com José Pereira da Silva Gerente de Equipe do Setor de Controle de Vetores, após a conclusão dos trabalhos do “LIRA” foi detectado um índice de infestação no município de 0%, sendo 03 estratos com Baixo Risco, uma escada que de acordo com o Ministério da Saúde, classifica Naviraí como “Baixo Risco para Epidemia” da doença, um ponto positivo para o município, através do empenho da população que se previne, junto com o trabalho da administração municipal que realiza as Campanhas de Conscientização e permite com que a Gerência de Saúde através do Núcleo de Controle de Vetores estejam atentos aos primeiros focos suspeitos, evitando a proliferação do mosquito transmissor das doenças.

Nesta primeira etapa de Levantamento de Índice foram realizadas 19.097 visitas

domiciliares, entre residências, comércios, pontos estratégicos, terrenos baldios e

outros, sendo trabalhados 73,56% dos imóveis pré-programados pela equipe de

saúde resultando em apenas 30 focos do mosquito Aedes Aegypt encontrados.

 

No trabalho junto aos pontos estratégicos que são borracharia, ferro velho e etc,

foram realizadas 149 visitas, com 05 focos do mosquito, apontando um índice de

infestação de 3,37%, ressaltando que todas as visitas são desempenhadas por

agentes treinados e aptos para a captura de larvas, dosando o índice de infestação

de cada micro-área.

O Controle de Vetores do município conta com uma equipe de 29 Agentes de

Endemias que desempenham as atividades de LI+T, tratamento e eliminação de

criadouros, borrifação, coleta de armadilhas (Ovitrampas), bloqueio mecânico e

com equipamento social e monitoramento do descarte de pneus do eco ponto.

Atualmente o município possui 26.000 imóveis para serem visitados, sendo

divididos em 32 micro áreas para serem vistoriadas pelos agentes dentro do

ciclo, restando no momento 08 micro áreas descobertas, ou seja, para receberem

a visitação das equipes.

20/06/2018 MS tem 31 casos confirmados de Zika Vírus no ano
SAUDE
20/06/2018 Anvisa aprova nova combinação de drogas para câncer de pulmão
SAUDE
18/06/2018 Prevenção é essencial para quebrar ciclo de transmissão do HIV, diz chefe da ONU
SAUDE
16/06/2018 Santa Casa de Campo Grande capta segundo coração em 2018 que é levado a SP
SAUDE
© JORNAL DO CONESUL | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS