SEGUNDA FEIRA, 23 DE ABRIL DE 2018
DATA: 15/04/2018 | FONTE: minha vida Ficar acordado até tarde aumenta risco de morte prematura, indica estudo ocê se sente mais produtivo durante à noite e costuma ficar acordado até tarde? Esse hábito tão comum pode estar prejudicando sua saúde

Algumas pessoas se sentem mais produtivas acordando como o nascer do sol e indo dormir assim que a noite cai. Já outras, acreditam que são mais produtivas durante à noite e preferem acordar mais tarde no dia seguinte. De qual lado você está? Se você é um daqueles que escolhe ficar acordado até tarde e têm dificuldade para levantar no dia seguinte saiba está em desvantagem.

De acordo com um recente estudo realizado por pesquisadores da Universidade Northwestern, nos Estados Unidos, esse simples hábito de ir dormir tarde está associado a um risco maior problemas de saúde e morte prematura.

 

A pesquisa, publicado em março no periódico Chronobiology International, analisou mais de 400 mil pessoas com idades entre 38 e 73 anos durante 6,5 anos. Durante a investigação, os pesquisadores descobriram que 9% dos participantes eram notívagos (pessoas noturnas) e, após observá-los pelo período do estudo, notaram que eles tiveram um risco de morte 10% maior do que os indivíduos que acordam cedo.

Segundo o estudo, pessoas noturnas também tendem a ter mais chances de sofrer com diabetes, distúrbios neurológicos, distúrbios psicológicos, distúrbios gastrointestinais e respiratórios. Além disso, eram mais propensas a fumar, ingerir álcool, beber café e usar drogas ilícitas.

"O que achamos que pode estar acontecendo é que há um problema para os notívagos viver no mundo em que as coisas ocorrem durante o dia. Esse descompasso entre o relógio interno e o mundo externo pode levar a problemas para sua saúde a longo prazo, especialmente se o cronograma for irregular", disse à CNN, Kristen Knutson ,professora de neurologia da Feinberg School of Medicine, da Northwestern, e principal autora do estudo.

De acordo com a pesquisadora, o cronotipo de uma pessoa é provavelmente uma mistura de fatores hereditários e ambientais."Se você é ou não uma pessoa noturna, isso é em parte determinado por seus genes, o que obviamente não é possível mudar, mas não é inteiramente um dado", afirma Knutson.

Por isso, Kristen indica algumas estratégias conhecidas para ajudar as pessoas que tentam mudar para um cronograma mais adiantado incluem o avanço gradual de sua hora de dormir e o uso de tecnologia à noite.

"Eu quero enfatizar o aspecto gradual. Você não pode de repente ir para a cama três horas antes. Não vai funcionar. Você também precisa realmente evitar a luz à noite, incluindo seu smartphone e seus tablets", revela.

Para os investigadores, esse pode ser um problema de saúde pública e não deve ser ignorado. "Se pudermos reconhecer que esses hábitos noturnos são, em parte, geneticamente determinados e não uma falha de caráter, os empregos e as horas de trabalho poderiam ter mais flexibilidade para essas pessoas", acrescenta Kristen.

"Uma mensagem importante aqui é que os noctívagos percebam que têm esses problemas potenciais de saúde e, portanto, precisam ser mais vigilantes quanto à manutenção de um estilo de vida saudável. Comendo bem, exercitando-se, dormindo o suficiente são importantes para ter uma excelente saúde", completa a autora do estudo

 

 

23/04/2018 NAVIRAÍ: Vacinação contra influenza começa hoje
SAUDE
22/04/2018 GRIPE: Lavar as mãos e usar álcool em gel ajuda a combater o vírus
SAUDE
22/04/2018 Saúde- Pedras nos rins: causas, sintomas e tratamentos
SAUDE
21/04/2018 Brasil tem 19 mortes por zika, dengue e chikungunya em 2018
SAUDE
© JORNAL DO CONESUL | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS