TER«A-FEIRA, 17 DE JULHO DE 2018
DATA: 11/04/2018 | FONTE: Correio do Estado Palmeiras quer que TJD interrogue diretor de arbitragem que estava em campo

O Palmeiras pedirá que o Tribunal de Justiça Desportiva convoque o diretor de arbitragem da Federação Paulista de Futebol, Dionísio Roberto Domingos, para depor. Imagens mostram que ele estava à beira do campo na final de domingo, no momento em que o árbitro Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza voltou atrás, oito minutos depois, na própria decisão de marcar pênalti contra o Corinthians.

Durante o intervalo de tempo entre o pênalti assinalado e a decisão de alterar a marcação para escanteio, Dionísio é abordado pelo técnico do Corinthians, Fábio Carille, e responde algo (veja no vídeo abaixo). No entendimento do Palmeiras, o diretor foi quem disse ao quinto árbitro que não teria sido falta de Ralf em Dudu dentro da área.

Em outras imagens, é possível ver o quinto árbitro correndo na linha lateral até o quarto árbitro, que em seguida se dirige a Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza dentro de campo.

Antes do jogo de ida, em Itaquera, vencido pelo Palmeiras por 1 a 0, os treinadores dos dois times, Carille e Roger Machado, tiveram uma conversa com o diretor de arbitragem na sede da FPF. Naquela partida, um jogador de cada lado (o corintiano Clayson e o palmeirense Felipe Melo) foi expulso após uma confusão generalizada em campo.

Para Paulo César de Oliveira, comentarista de arbitragem da TV Globo, a demora da equipe de arbitragem em mudar de decisão no jogo de volta (vencido pelo Corinthians por 1 a 0 no tempo normal e também na disputa por pênaltis) permite dúvidas sobre o procedimento adotado. Em sua opinião, porém, não houve pênalti em Dudu.

"A decisão final foi acertada. Realmente, não houve pênalti. Na minha interpretação, o toque foi na bola. Mas o procedimento não foi adequado. O Adriano (de Assis Miranda, quarto árbitro da partida) deveria ter agido imediatamente, não ter deixado passar todo esse tempo", disse, na última segunda-feira.

Palmeiras rompe com a Federação

Logo depois da derrota na final, o presidente do Palmeiras, Maurício Galiotte, fez duras críticas à arbitragem e à FPF. No dia seguinte, enquanto ocorria a festa de premiação do campeonato (boicotada pelos oito palmeirenses eleitos para a seleção mais Roger Machado), a diretoria emitiu nota oficializando o racha com a federação.

Na carta, o dirigente faz uma série de exigências para que o clube dispute a próxima edição da competição no ano que vem. Entre elas, a implantação do árbitro de vídeo e a criação de um sistema de gravação e divulgação, quando houver necessidade, de toda comunicação entre os integrantes da arbitragem durante os jogos.

Na noite desta segunda-feira (9), o clube divulgou uma carta aberta aos torcedores do Palmeiras assinada pelo presidente Maurício Galiotte.

No conteúdo, publicado no site oficial do Verdão, o dirigente afirmou ter provas de que a arbitragem de Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza no clássico do último domingo, contra o Corinthians, sofreu interferência externa.

Aos 26 minutos do segundo tempo, o árbitro marcou pênalti para o Palmeiras após disputa entre Ralf e Dudu. Depois de muita confusão e oito minutos de paralisação, porém, Marcelo voltou atrás e marcou apenas escanteio. A diretoria do Verdão viu interferência na conversada arbitragem, com participação do quarto árbitro, para mudar a marcação.

Galiotte cobrou mudanças no departamento de arbitragem no departamento de árbitros da Federação Paulista de Futebol e a implementação do árbitro de vídeo no torneio a partir da competição do ano que vem.

"Enquanto não houver uma manifestação oficial por parte da Federação Paulista de Futebol, de que essas medidas transparentes que prezam pelo bem do esporte serão adotadas, o Palmeiras irá se manter rompido com a FPF", afirmou o clube em nota assinada por seu presidente.

Na noite desta segunda-feira, a Federação Paulista de Futebol promoveu festa de encerramento do Paulistão 2018. Em protesto contra a entidade, o Palmeiras não enviou representantes ao evento. Vice-campeão estadual, o Verdão teve oito atletas na seleção do torneio (Jailson, Marcos Rocha, Antônio Carlos, Victor Luis, Felipe Melo, Lucas Lima, Dudu e Borja), o melhor treinador (Roger Machado), o artilheiro (Borja), o craque da galera (Jailson) e o craque do campeonato (Jailson).

Confira a íntegra da carta do Palmeiras:

A Sociedade Esportiva Palmeiras entende que a instituição e seus torcedores sofreram um duro e irremediável prejuízo por uma atuação desastrosa, incompetente e irregular da comissão de arbitragem que trabalhou na partida deste domingo entre Palmeiras e Corinthians.

Houve clara e evidente interferência externa na arbitragem, comprovada através de imagens indiscutíveis, e essa atribuição não consta na regra da competição. Assim sendo, visando a lisura e transparência durante as partidas de futebol, o Palmeiras entende ser inegociável que a Federação Paulista de Futebol adote as seguintes medidas:

1. Implantação do árbitro de vídeo para todas as partidas do Campeonato Paulista a partir do ano de 2019;

2. Criação de um sistema de gravação e divulgação, quando houver necessidade, de toda comunicação entre os integrantes da arbitragem durante os jogos;

3. Reavaliação criteriosa de quem dirige o Departamento de Árbitros da FPF e avaliação mais rigorosa sobre aqueles que comandam as partidas.

Enquanto não houver uma manifestação oficial por parte da Federação Paulista de Futebol, de que essas medidas transparentes que prezam pelo bem do esporte serão adotadas, o Palmeiras irá se manter rompido com a FPF.

Dentro de campo, o Palmeiras considera a partida deste domingo como uma lamentável página virada. Há outras competições pela frente e iremos fazer todo o esforço que estiver ao nosso alcance para conseguirmos conquistá-las. O torcedor palmeirense é peça fundamental nesse processo e seu conhecido engajamento será ainda mais importante.

17/07/2018 Naviraí foi palco da rodada do NBMSA neste final de semana
ESPORTE
17/07/2018 Navira√≠ ‚Äď Inscri√ß√£o para o Curso de Futsal segue at√© quarta-feira,dia 18
ESPORTE
17/07/2018 Empate basta para Cruzeiro eliminar Atlético Paranaense e ir para as quartas
ESPORTE
17/07/2018 Copa do Brasil: Com invasão de rato e Maxi López na torcida, Vasco bate Bahia, mas cai nas oitavas de final
ESPORTE
© JORNAL DO CONESUL | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS