SEGUNDA FEIRA, 24 DE SETEMBRO DE 2018
DATA: 23/03/2018 | FONTE: Dourados News Tendinite: como identificar e como tratar
A tendinite é uma alteração da estrutura do tendão causada pelo uso repetitivo ou exagerado. A alteração mais importante que o tendão sofre é a mudança das células de colágeno. Com essa descoberta, a doença agora é chamada de tendinopatia. Ela pode afetar qualquer tendão do corpo. Os sintomas são dor localizada, que piora com aumento de carga. Para falar sobre o assunto, o Bem Estar convidou dois especialistas nesta terça-feira (20): o ortopedista Alexandre de Christo Viegas e a fisioterapeuta Alê Arkie. Quando a tendinopatia aparece, a dor pode ser sentida logo no início de uma atividade. Com o movimento, a dor desaparece, mas assim que o corpo esfria, ela volta. Algumas pessoas estão mais predispostas a ter a tendinopatia, por causa de desequilíbrios musculares ou fatores sistêmicos como obesidade, diabetes, uso prolongado de corticosteroide ou antibióticos. Quem tem a doença precisa ter paciência durante o tratamento. Ela tem cura, mas o processo é lento. Entre os tratamentos estão: exercício excêntrico do tendão, injeções de corticosteroides, laser de baixa intensidade, terapia de ondas de choque e cirurgia (se houver ruptura do tendão). As mais comuns Punho e cotovelo: comum em pessoas que repetem o mesmo movimento inúmeras vezes. Ombro, quadril e joelho: geralmente causada pelo excesso de esforço e muita carga. Excesso de peso também pode ser fator. Pé: geralmente causada pelo uso de calçado inadequado durante uma atividade física, excesso de peso e tipo de pisada. E o que fazer? Primeiro, descubra a causa. Depois, tenha paciência e faça o tratamento corretamente.
23/09/2018 Pacientes denunciam farmácia fechada em posto de saúde; Sesau diz que está entregando remédios
SAUDE
22/09/2018 Urologistas alertam sobre os principais problemas de saúde masculinos
SAUDE
22/09/2018 Cuidado: suicídio é 2ª causa de morte entre jovens e internet pode aumentar os riscos
SAUDE
22/09/2018 posto de saúde é infestado por pombos em Campo Grande e vira perigo
SAUDE
© JORNAL DO CONESUL | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS