QUINTA-FEIRA, 18 DE JANEIRO DE 2018
DATA: 11/01/2018 | FONTE: Redação ELDORADO-Chuvas causam mais estragos e prefeitura estuda novo decreto de emergência Técnicos da Coordenadoria de Defesa Civil de Mato Grosso do Sul se reuniram com equipe da prefeitura eldoradense e visitaram locais onde chuva agravou problemas

A Prefeitura de Eldorado –a 447 km de Campo Grande– estuda baixar um novo decreto de situação de emergência, diante dos estragos causados pelas chuvas dos últimos dias. Técnicos da Defesa Civil de Mato Grosso do Sul estiveram na cidade e vistoriaram locais afetados.

Desde 1º de novembro, Eldorado está sob decreto de situação de emergência, logo depois do início do período de chuvas fortes e danos causados no município. “As chuvas prejudicaram principalmente as estradas não pavimentadas, que apresentam buracos, alagamentos e diversos problemas antigos que foram agravados”, afirmou o técnico Valter Antunes, que se reuniu com a vice-prefeita Fabiana Maria Lorenci para discutir os estragos no município.

A Defesa Civil verifica o que já foi incluído no decreto anterior de situação de emergência e avalia itens a serem acrescentados, de forma a permitir a chegada de recursos federais e estaduais ao município. Segundo Antunes, “o município não comporta os danos”.

Morumbi – Entre os problemas encontrados está a destruição total da drenagem na Estrada do Turquino. O local já havia sido danificado anteriormente. Na MS-295, que liga Eldorado ao distrito de Morumbi, há erosões em vários trechos, dificultando o escoamento da produção agrícola e de olarias e também o acesso a atrativos turísticos.

“Nessa época de chuva, carros pequenos não estão passando. Quando conseguem é com dificuldade, houve até caminhões atolados no local”, disse Antunes. Na avenida Portugal, principal via do distrito de Morumbi, o acesso foi dificultado em virtude das erosões. Alguns trechos não tem condições de tráfego.

Além do auxílio com a situação de emergência, o governo estadual investiu na construção de duas pontes de concreto em Eldorado: a primeira sobre o córrego da Onça, na estrada vicinal 67, que recebeu investimento de R$ 786 mil na travessia de 25 metros de extensão por seis de largura; e em uma segunda sobre o Córrego Cerrito, em fase de licitação, que somará investimentos de R$ 571 mil.

 
17/01/2018 Pecuarista é autuado em R$ 7 mil por desmatamento ilegal de cerrado
Geral
17/01/2018 Anvisa encontra lote de botox falsificado e proíbe venda
Geral
17/01/2018 Homem morre atropelado na BR-277 a poucos metros de passarela
Geral
17/01/2018 Requião lança candidatura ao governo do Paraná para acabar com “Tucanistão”
Geral
© JORNAL DO CONESUL | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS