QUARTA-FEIRA, 17 DE JANEIRO DE 2018
DATA: 06/01/2018 | FONTE: Redação/Assessoria Meta dos partidos é ter quatro minutos de propaganda na TV Esse tempo é considerado como suficiente para divulgação

Os partidos já estão articulando as alianças de olho no tempo de televisão das legendas. A meta da maioria dos presidentes de siglas é conseguir quatro minutos para divulgar seus candidatos. A propaganda eleitoral tem influência decisiva nas campanhas, mesmo com a popularização da internet. 

Além do percentual pequeno de tempo reservado igualitariamente para todos os candidatos que concorrem à majoritária, há uma divisão proporcional de acordo com a bancada na Câmara Federal. Por isso, a corrida para fechar uma coligação já começou valorizando cada segundo somado.

“Fiz um cálculo com nosso marqueteiro e precisamos de quatro minutos. Isso já está organizado. Não precisamos mais do que isso”, conta o presidente do PDT, João Leite Schimidt. Responsável pela coordenação da campanha do pré-candidato a governador Odilon de Oliveira, ele confirma que tem fechado o tempo somando os partidos que já bateram o martelo com o partido, mas não quis revelar.

Nesses quatro minutos Schimidt quer mostrar todo o plano de governo do juiz federal aposentado. “A candidatura dele interrompe um ciclo da política tradicional. É a nova política que o Reinaldo (Azambuja) falou que ia fazer e não fez. Além das propostas de governo que centra no combate ao crime organizado e corrupção, precisamos falar de saúde, educação, saneamento, infraestrutura”, ponderou. 

17/01/2018 Projeto proíbe penhor de veículos de pessoas com deficiência
POLITICA
16/01/2018 Justiça Federal nega mais um recurso sobre posse de Cristiane Brasil
POLITICA
15/01/2018 Temer e ministros fazem caminhada e reunião sobre cenário econômico
POLITICA
14/01/2018 Michel Temer vai responder a perguntas da PF
POLITICA
© JORNAL DO CONESUL | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS