QUINTA-FEIRA, 20 DE SETEMBRO DE 2018
DATA: 23/12/2017 | FONTE: Redação Confeiteira de 65 anos vende chocotones para participar da Corrida de Reis 2018 Paixão por corrida nasceu há quatro anos. Idosa faz doces e oferece em diversos pontos comerciais da região central de Campo Grande.

A confeiteira Maria Helena Rodrigues já estava na terceira idade quando descobriu uma nova paixão: a corrida. E a diabetes, que antes vivia provocando efeitos colaterais, logo foi controlada. A rotina, aos 65 anos, é fazer doces, vender e distribuir sorrisos aos clientes.

- Eu faço pão de mel, palha italiana e muitas outras gostosuras durante a manhã. Após isso, faço a caminhada em pontos comerciais, oferecendo os produtos. Desta maneira, eu já estou praticando esportes e garantindo uma renda para complementar minha aposentadoria, como servidora pública estadual - afirmou Maria Helena.

Há quatro anos, a confeiteira acelerou o passo e começou a correr. Neste período, a “doceira atleta” participou de diversas competições e agora tem o objetivo de participar da tradicional Corrida de Reis, realizada em Mato Grosso pela TV Centro América.

A inscrição já foi feita e a próxima Corrida de Reis será no dia 7 de janeiro de 2018.

- Minha luta agora é para garantir as passagens e dinheiro para estadia, locomoção na cidade e alimento. Eu preciso também estar lá um dia antes, para retirar o meu kit - ressaltou a confeiteira.

Para conquistar maior clientela, Maria Helena fez uma campanha de venda, oferecendo chocotones no Natal. A encomenda custa R$ 60, para o produto de 750 gramas. Interessados podem entrar em contato pelo telefone (67) 99840-2367.

 
19/09/2018 Felipe Araújo anuncia que será papai e revela sexo do bebê
ENTRETENIMENTO
19/09/2018 Anitta tenta se reaproximar do ex e amigos acreditam em volta
ENTRETENIMENTO
18/09/2018 Sozinha no palco, Simone anuncia pausa nos shows após Simaria passar mal novamente
ENTRETENIMENTO
18/09/2018 Justiça decreta prisão de Dado Dolabella por ofensas à ex-mulher
ENTRETENIMENTO
© JORNAL DO CONESUL | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS