QUINTA-FEIRA, 21 DE JUNHO DE 2018
DATA: 22/12/2017 | FONTE: Redação Governo fará obras de emergência para conter a erosão NOVO HORIZONTE DO SUL

O Governo do Estado vai desenvolver ações emergenciais de engenharia e conservação do solo para conter o agravamento das erosões que surgiram e foram ampliadas no município de Novo Horizonte do Sul devido às fortes chuvas das últimas semanas.

Os investimentos necessários estarão entre R$ 5 a 7 milhões, conforme vistoria realizada por técnicos da Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), nesta quinta-feira (dia 21).

Já são 16 pontos de erosão em todo o município, e dois pontos merecem maior preocupação: uma voçoroca que avançou sobre o leito de uma estrada vicinal, interrompendo completamente o tráfego, e outra que ameaça uma casa nos arredores da cidade”, disse o engenheiro agrônomo Alan de Souza, assessor técnico da Semagro na área de Agricultura.

problema tem se agravado nos últimos meses devido à frequência e à intensidade das chuvas (Foto: Semagro/Alan de Souza))

As voçorocas assustam moradores de Novo Horizonte do Sul e de Ivinhema há anos, mas o problema tem se agravado nos últimos meses devido à frequência e à intensidade das chuvas. A vistoria de hoje foi a segunda do mês.

No dia 16 de dezembro, técnicos da Agraer (Agência de Desenvolvimento Agrário e Desenvolvimento Rural), do Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul), da Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos) e da Polícia Militar Ambiental estiveram nas duas municipalidades, vistoriando os pontos de erosão.

Segundo o secretário estadual de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar, Jaime Verruck, a Prefeitura de Novo Horizonte do Sul e o Governo do Estado já publicaram decretos emergenciais e o que se sabe é que já foram homologados pelo governo federal.

“Com isso, o caminho que temos é a Casa Civil, em Brasília, e depois o Ministério da Integração e o do Meio Ambiente. Para Ivinhema, contratamos, através da Agesul, um projeto no valor de R$ 200 mil para contenção desse processo erosivo. O projeto ficou pronto e indica uma intervenção no município em obras que somam R$ 8 milhões. Agora fizemos o projeto para Novo Horizonte do Sul e estamos tomando as medidas emergenciais necessárias para evitar um problema maior”, disse Verruck, que na última terça-feira discutiu o problema com o prefeito de Novo Horizonte do Sul, Marcílio Benedito.

21/06/2018 Naviraí- Ricck Eventos viaja em busca de recursos para o bairro Jardim Progresso
Geral
21/06/2018 Preço do leite em MS deve subir 7,7% em junho
Geral
21/06/2018 Mato Grosso do Sul encerrou maio com 287 postos de trabalho a menos
Geral
21/06/2018 IFMS abre 1.140 vagas em cursos de qualificação profissional gratuitos
Geral
© JORNAL DO CONESUL | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS