QUARTA-FEIRA, 26 DE SETEMBRO DE 2018
DATA: 12/12/2017 | FONTE: Redação Peres cita condenação por estupro e esfria interesse do Santos em Robinho

O novo presidente do Santos, José Carlos Peres, não tem interesse em repatriar Robinho na próxima temporada. O mandatário mostrou preocupação com a imagem do Peixe, afinal, o atacante foi condenado a nove anos de prisão, em 1ª instância, por estupro na Itália.

 

“Hoje é provável que não esteja no perfil que queremos. O perfil que queremos é de um atleta de boa imagem, no Brasil e exterior, sem aventuras. Não podemos trocar o valor institucional do nosso clube por uma simples decisão de campo. Ainda mais no caso dele, uma vez que é plano da minha gestão trazer cada vez mais mulheres aos estádios. Primeiro vem nossa marca. Primeiro vem o Santos. Depois, uma boa proposta pra qualquer jogador que seja. Gostaria que o torcedor entendesse isso. Estamos privilegiando a marca do Santos”, afirmou o novo presidente em entrevista ao canal ESPN Brasil.

 

Peres não descartou completamente a chegada de Robinho, mas acredita que ele precisa primeiramente encerrar processo judicial na Itália caso queira retornar ao time da Vila. A atual gestão, comandada por Modesto Roma Júnior, estava com negociações adiantadas para repatriar o ídolo.

 

“(O Robinho) Tem o todo direito de se defender. Não estamos riscando a vida dele. Consideramos o CT e o estádio a segunda casa dele. Uma boa negociação é um passo, mas existe o primeiro passo, que é a imagem do Santos. Isso não abriremos mão. Precisamos revitalizá-la, temos intenção de expansão da marca no mercado internacional”, ressaltou Peres.

26/09/2018 Flagrante em ônibus na BR-163 leva PM até ponto de distribuição de drogas
POLICIA
26/09/2018 Homem é preso pela PM, após agredir e tentar matar mulher a facadas
POLICIA
26/09/2018 Mulher sai para sacar seguro-desemprego e desaparece em Campo Grande, diz família
POLICIA
25/09/2018 Ivinhema-Homem vai preso por agredir mulher após bebedeira
POLICIA
© JORNAL DO CONESUL | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS