TERA-FEIRA, 12 DE DEZEMBRO DE 2017
DATA: 07/12/2017 | FONTE: Redação Polícia já possui suspeitos de executar homem e o deixar sem cabeça em cachoeira de MS Investigação aponta que a vítima teria se envolvido com traficantes de uma facção criminosa.

 A Polícia Civil já possui dezenas de suspeito no envolvimento da execução de um homem, encontrado com as mãos amarradas e sem a cabeça, na Cachoeira do Céu, em Campo Grande. Segundo o delegado Márcio Obara, responsável pelas investigações, a vítima teria se envolvido com traficantes de uma facção criminosa.

"Nós já temos uma linha de investigação e ela está em andamento. Foi uma morte violenta, que deixou uma mensagem típica de facções criminosas. Os executores estão sendo localizados", afirmou ao G1 o delegado.

A vítima foi encontrada morta no dia 28 de novembro. De acordo com informações do boletim de ocorrência, uma pessoa que se preparava para tomar banho na cachoeira viu o corpo e chamou a polícia.

O Corpo de Bombeiros também foi acionado e retirou o corpo do rio. Foi preciso amarrar o cadáver para que não fosse levado pela correnteza. Ele já estava a cerca de 15/ 20 metros da cachoeira, em local de difícil acesso, de bruços e parcialmente dentro da água.

Bombeiros fizeram buscas no rio pela cabeça, mas não foi encontrada. A vítima não portava documentos pessoais e até a publicação desta reportagem não havia sido identificada. O caso foi registrado como homicídio.

12/12/2017 Homem procura a polícia e diz que irmão foi espancado por PMs durante abordagem
POLICIA
12/12/2017 Peres cita condenação por estupro e esfria interesse do Santos em Robinho
POLICIA
12/12/2017 NAVIRAÍ: Armados, bandidos invadem fazenda, amarram morador e fogem com dinheiro
POLICIA
12/12/2017 Ladrão estoura porta de marmoraria e leva ferramentas
POLICIA
© JORNAL DO CONESUL | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS