TERA-FEIRA, 19 DE JUNHO DE 2018
DATA: 03/10/2017 | FONTE: CaarapoNews Caarapó- Após desentendimentos, mulher passa a receber ameaças de inquilino
Foto Divulgação

A dona de casa C.R.D (35) procurou a delegacia de Polícia Civil de Caarapó na tarde de segunda-feira (2), onde informou que se sentiu ameaçada pela de pessoa de B.E.A.F (23).

Consta no Boletim de Ocorrência da Polícia Civil, que a mulher alugou uma  casa para o acusado e que fez o aluguel no contrato, em que o mesmo deu R$ 350,00 para a proprietária/comunicante no dia 29/09/2017 e disse que daria o restante no dia seguinte na hora do almoço.

Sendo que no mesmo dia, vizinhos da dona da casa ligaram para a mesma e falaram que estava a maior bagunça na residência, com som auto.

No dia seguinte a comunicante/vítima foi até a residência, chegando no local viu que a lixeira estava quebrada, juntamente com umas árvores que ficavam na frente da residência, onde o inquilino não se encontrava no local. Então a mulher ligou para o mesmo e pediu para que ele levasse a chave da residência até ela.

Quando o homem levou a chave para a comunicante/vitima, a mesma perguntou sobre o restante do dinheiro, onde o mesmo disse que a mãe não havia mandado, e que iria pegar emprestado com um amigo.

Diante do caso a dona da casa não quis mais fazer o negócio e disse que se não alugasse iria entrar em um acordo com autor, mas que no contrato constariam algumas cláusulas que ele iria ter que respeitar, onde o mesmo concordou e entregou a chave para a mulher.

Consta no BO que na residência também foi quebrada a caixinha do banheiro.

A comunicante disse que iria passar R$150,00 e que o restante ela iria pegar para arrumar os danos, que o inquilino aceitou a proposta.

Sendo que logo depois começou a mandar mensagens no aplicativo de WhatsApp, para a dona da casa falando que ela estava errada, e que ele queria o dinheiro todo. Em uma dessas mensagens o autor disse que no ‘Rio de Janeiro as coisas se resolvem de outra maneira’.

A comunicante disse ainda que tem como testemunha do fato as pessoas de M.C.S – V.R – P.G – S.S, as quais residem na rua Antônio Menegatti Filho.

Na oportunidade não deseja representar criminalmente contra o autor, mas fica ciente que tem seis meses para fazer a representação. 

18/06/2018 IVINHEMA: PF “caça” chefes de contrabando milionário
POLICIA
18/06/2018 Jovem é detido por pichar praça pública
POLICIA
18/06/2018 Polícia apreende bolsa com celulares, carregadores e serra do lado de fora da PED
POLICIA
18/06/2018 IVINHEMA: Polícia Civil prende mais dois homens em flagrante por porte de arma de fogo de uso restrito
POLICIA
© JORNAL DO CONESUL | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS