SEXTA-FEIRA, 22 DE SETEMBRO DE 2017
DATA: 19/08/2017 | FONTE: G1 Luan Santana celebra 10 anos de hits com show em Barretos
Luan Santana na Arena de Barretos 2017. (Foto: Érico Andrade)

O público do Barretão cantou e dançou do começo ao fim dos shows de Luan Santana e Zé Neto e Cristiano, na madrugada deste sábado (19), aquecendo o início do primeiro fim de semana da festa.

Em uma apresentação preparada especialmente para Barretos, Luan Santana mostrou uma prévia do novo show da turnê "1977" – que será lançado neste sábado, no Citibank Hall, em São Paulo (SP) – e ainda acrescentou vários sucessos da sua carreira que, segundo o cantor, está ligada à Festa do Peão.

Em dez anos de carreira, Luan se apresentou várias vezes em Barretos. A primeira em 2008, ainda como um cantor desconhecido. Dois anos depois, bateu recorde de público da festa, com mais de 60 mil pessoas na arena.

O show deste ano teve direito a fogos, a tradicional chuva de papel, dançarinos, fã no palco e os braços da galera quase o tempo todo para o alto, em uma energia que durou uma hora e meia. Luan começou com “Eu, você, o mar e ela”, seguida de “Acordando o prédio” sempre acompanhado do público, mostrando que as novas músicas já estão na boca os fãs. Do novo DVD ainda cantou “Estaca Zero”, “Mesmo sem estar”, “Fantasma” e “Dia, lugar e hora”.

Não faltaram os sucessos “Chuva de Arroz”, “Te esperando”, “Eu não merecia isso”, “Cê Topa” e “Escreve aí”, essa cantada quase inteira somente pelo público e “Amar não é pecado”.

História

Na segunda parte do show Luan relembrou sua história na Arena da Festa do Peão de Barretos cantando seus grandes hits dos anos que se apresentou na festa começando com “Meteoro” – a música que o lançou ao sucesso –, “Você não sabe o que é gostar de alguém” e “ Sinais”.

Para cantar “Cantada”, Luan convidou uma fã para sentar com ele em uma mesa no palco. Para fechar, botou todo mundo para dançar com “E essa boca aí” e “Sogrão caprichou”, e para cantar com “Tudo o que você quiser”.

Zé Neto & Cristiano

A dupla Zé Neto & Cristiano não deixou a energia cair e manteve a animação do público na Arena e nas arquibancadas que não parou de dançar até às 3h deste sábado.

Os amigos de São José do Rio Preto (SP) cantaram os sucessos “Eu ligo para você”, “Bateria acabou”, “Estamos quites”, “Pra rezar ninguém me chama” de um fôlego só.

E não pararam de animar o público, tirando selfies, distribuindo rosas e colocando todo mundo para cantar “Bobo fui eu” e “Nem ele, nem eu”, e as estouradas “Seu polícia” e “Amigo taxista”.

Quase no fim do show, Zé Neto & Cristiano chamaram ao palco a dupla Juan Marcos e Vinícius para cantarem junto “Solinho” e ainda o cantor Felipe Araújo, que mais cedo fez show no palco Festeja. Com Felipe, interpretaram a canção do jovem sertanejo “A mala é falsa”. Juntos ainda fizeram uma homenagem ao cantor Cristiano Araújo, morto em 2015, com a música “Cê que sabe”.

À pedido dos cantores, a plateia, que também deu um show durante toda a noite, fez uma dança de luzes de celulares para fechar o segundo dia do palco Arena ao som de “Sonha comigo”.

21/09/2017 Com final fraco, saga do Capitão América do mal desperdiça ideias ousadas
ENTRETENIMENTO
20/09/2017 William serve camarão sujo, leva puxão de orelha e deixa "MasterChef"
ENTRETENIMENTO
19/09/2017 Porchat revela ter sido vetado na Globo por causa do Porta: "Não deixavam"
ENTRETENIMENTO
18/09/2017 Timberlake faz selfie, brinca com fãs e fecha com classe a 1ª parte do RiR
ENTRETENIMENTO
© JORNAL DO CONESUL | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS