TERA-FEIRA, 20 DE FEVEREIRO DE 2018
DATA: 16/08/2017 | FONTE: Correio do Estado Bancada de Mato Grosso do Sul dividida na votação do 'distritão' Deputados, também, divergem sobre financiamento da campanha
Marun defende o “distritão” e não sabe se apoiará financiamento. (Foto: Divulgação)

A rapidez da Comissão Especial da Câmara dos Deputados sobre as definições referentes ao “distritão” e o financiamento público de campanha fez a indecisão predominar na bancada federal sul-mato-grossense quando o assunto é o Fundo Especial para Financiamento da Democracia.

Três parlamentares não sabem ainda como vão votar hoje, quando a PEC 77/2003 deve ser apreciada em plenário.

O pedetista Dagoberto Nogueira disse que: “Temos que ver de onde vai vir o recurso, buscar um meio termo que possa garantir os recursos sem prejuízo para que se faça uma campanha.”

Outra parlamentar que se mostra indeciso quando o assunto é usar dinheiro público em campanha política é Geraldo Resende (PSDB). "O país precisando de recurso para a Saúde e para tantos outro setores e sendo criado um fundo de R$ 3,6 bilhões. Será que a  população vai entender?"

O peemedebista Carlos Marun não disse que vai votar a favor ou contra o Fundo com recursos públicos. Já o deputado tucano Elizeu Dionizio foi enfático. “Sou contra o Fundo com recursos públicos." Pensamento similar tem o deputado federal Mandetta (DEM).

20/02/2018 Temer desiste da reforma agora e anuncia plano B para a economia
POLITICA
20/02/2018 Governadores negociaram PEC suplementar à reforma da Previdência
POLITICA
20/02/2018 Preso, Maluf é afastado do mandato
POLITICA
19/02/2018 Bolsonaro diz que PSL não terá candidato ao governo em MS, mas descarta apoio a Azambuja e André
POLITICA
© JORNAL DO CONESUL | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS