TERA-FEIRA, 21 DE NOVEMBRO DE 2017
DATA: 17/07/2017 | FONTE: AgazetaNews Prefeito de Tacuru reduz o próprio salário para combater crise na cidade
Carlos Alberto Pelegrini, prefeito eleito de Tacuru (Foto: Divulgação/ Bia Souza )

O prefeito de Tacuru, Carlos Alberto Pelegrini, o “Carlinhos Pelegrini”, que assumiu a Prefeitura local no dia 27 do mês passado (junho) após eleição suplementar, esta adotando medidas consideradas drásticas para tentar equilibrar as contas do município e colocar em prática sua meta de governo. As ações vão de redução de funcionários, cortes de benefícios a renegociação e redução de valores com fornecedores e contratos com prestadores de serviço.

Segundo Carlinhos a arrecadação do município gira em torno de R$ 1,8 a R$ 2 milhões/mês e só a folha de pagamento está em R$ 1,2 milhão, o que gerou atraso do pagamento dos salários de junho, segundo o prefeito, por falta de recurso. De acordo com o prefeito, as dificuldades estão em todos os setores da administração que vão desde a manutenção da frota até o setor administrativo, no que diz respeito a manutenção geral da máquina pública. Por conta dessa situação, Carlinhos Pelegrini decidiu reduzir em 20% seu próprio salario, que é de R$ 17 mil.

Com a redução o prefeito vai deixar de receber, ou seja, permanecerão nos cofres da Prefeitura, R$ 3,4 mil por mês. No salário do vice-prefeito, que segundo Carlinhos é R$ 11 mil e dos secretários municipais que estão na casa dos R$ 4 mil ao mês, não houve redução.

21/11/2017 MS cria 722 vagas de emprego formal em outubro, aponta Caged
Geral
21/11/2017 Professor Pedro Demo dá palestra aos professores municipais
Geral
21/11/2017 Sessão Solene de Inauguração do Memorial das Legislaturas da Câmara Municipal de Eldorado-MS AB
Geral
21/11/2017 Rede Municipal de Ensino de Naviraí discute metas do PNAIC
Geral
© JORNAL DO CONESUL | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS