QUARTA-FEIRA, 22 DE NOVEMBRO DE 2017
DATA: 13/07/2017 | FONTE: redação Moradora de Sete Quedas está Morando há 45 dias em Hospital de Dourados para salvar a vida do filho cadeirante O Hospital da Vida transformou-se na casa de Maria Siqueira.
Foto Divulgação

Hoje faz exatamente quarenta e cinco dias que a dona de casa aposentada Maria Siqueira de Souza, de 63 anos de idade, está morando no Hospital da Vida em Dourados para cuidar de seu filho cadeirante que está internado à espera de vaga para ser atendido no serviço de hemodiálise.

Maria e o filho Celso Luciano de Souza, de 37 anos, são moradores da cidade de Sete Quedas, distante mais de trezentos quilômetros de Dourados onde se refugiaram em busca de tratamento médico.

Durante o período em que está morando no Hospital da Vida para acompanhar seu filho, Maria come a comida dos pacientes, banha-se e troca de roupa entre os pacientes e dorme longas noites numa cadeira de fio ao lado do filho que sofreu um Acidente Vascular Cerebral (AVC) há cinco anos e não foi mais o mesmo.

Ela relata que logo depois do AVC seu filho sofreu uma trombose e teve uma perna amputada deixando de trabalhar para viver preso a uma cadeira de rodas e aos seus cuidados. Nos últimos tempos Celso Luciano descobriu que está com problema nos rins e a única saída seria ser submetido à hemodiálise para poder continuar vivendo.

Maria diz que se precisava ficaria a vida inteira cuidado do filho. “Aqui no hospital os funcionários são atenciosos e o atendimento é muito bom, mas viver dentro de um hospital como se fosse sua casa é muito difícil”, relata a mãe de Celso que no final da tarde de ontem mostrou-se cansada com a sua internação forçada.

“Quero voltar para casa. Ajudem-me a conseguir uma vaga de hemodiálise para meu filho”, dizia Maria para que lhe abordasse na frente do Hospital onde fica a maior parte do tempo empurrando a cadeira do seu filho que se mostra resignado ante a sublimação da mãe.

Maria disse que deixe seu marido de mais de oitenta anos em Sete Quedas e espera voltar ainda semana para casa com a garantia de que seu filho ganhará o direito de ser submetido à hemodiálise. Com informações Midiamax 

22/11/2017 Prefeito participa de encontro político em Amambai
Geral
22/11/2017 Paulo Corrêa entrega relatório da CPI da JBS ao presidente Mochi
Geral
22/11/2017 Abstenção no Encceja 2017 passa de 50%, informa Inep
Geral
22/11/2017 Receita passa a cobrar CPF de dependentes a partir de 8 anos de idade
Geral
© JORNAL DO CONESUL | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS